Athos Ribeiro: “Eu amo ser o ponto de ligação entre a arena e a arquibancada”

Nosso entrevistado é um dos narradores mais conhecidos do estado carioca. Assim, Athos Ribeiro, o Athos fit, usa sua conta no Instagram para inspirar pessoas a saírem da zona de conforto e buscarem uma vida mais saudável, com equilíbrio entre atividade física, alimentação e produtividade. Foi assim que nosso personagem acabou entrando para o mundo da narração dos eventos. Dessa maneira, hoje Athos se prepara para sua décima participação em um grande evento, onde repetirá a dobradinha com Marcelo Prata no Iron Wod Brasil 2. Por isso, para conhecer melhor esse apresentador de grandes eventos como o Double IG, Wod Social, BOPE Games, entre outros, conversamos com Athos. Confira como foi nosso bate papo.

Como você conheceu o CrossFit?

Conheci a modalidade buscando algo novo, que me tirasse da rotina. Assim me fizesse levantar todos os dias da cama buscando a minha melhor versão. Por isso, o CrossFit foi um divisor de águas pra mim. Além de toda a motivação e energia, o fato de qualquer um poder praticar essa modalidade é mágico. Vejo pessoas com deficiência (especiais), crianças, idosos, pai mãe, família em um mesmo local, se ajudando, se motivando, mesmo sem conhecer quem está ali do lado. Isso é incrível.

Você sempre praticou exercícios? Quais?

Eu sempre amei o esporte, já pratiquei judô, natação, futebol, vôlei, Handeboll e musculação. Até que conheci o CrossFit, hoje concílio a modalidade com musculação e corrida de rua. Por isso, eu acordo todos os dias às 5h da manhã e faço um treino de musculação na parte da manhã. CrossFit, na CrossFit Lendários em Niterói, à noite, corrida 3x na semana. Treino todos os dias.

Você segue algum tipo de alimentação regrada?

Costumo dizer que eu não faço dieta, eu tenho hábitos saudáveis, sendo assim o segredo é ter equilíbrio. Você não tem que deixar de comer as coisas que gosta, mas tem que saber que tem momento pra tudo, tudo na vida são escolhas e renúncias. Então de acordo com seu objetivo, em algum momento devemos abrir mão de algo, para que depois em um momento certo, poder sair da rotina.

Como você começou a fazer parte da animação de eventos de CrossFit?

Tudo surgiu pela forma motivadora, espontânea e animada na interação com meus seguidores do Instagram. Minha primeira narração surgiu por um convite no final de 2017 da Crossfit Cavaleiros em Macaé (Box onde treina Gui Malheiros, Luana, Lari Cunha). Fui para narrar uma competição interna do Box, a Batalha Cavaleiros. Entretanto no começo não sabia se daria certo e se eu conseguiria passar a motivação necessária ao vivo para os atletas e o público. Mas o evento foi um sucesso e depois disso vários outros convites foram acontecendo.

Quais os eventos que você participou narrando?

Batalha Cavaleiros (Macaé RJ), Machine (Niterói RJ), Iron Wod (Maracanã RJ), BOPE Games (Mineirão MG), CFD Games (Divinópolis MG), Wod Paradise (Betim – MG), Wod Lake (Sete Lagoas MG), Double IG ( Ilha do Governador RJ) e Wod Social Games ( Engenhão RJ). Acho que foi essa a retrospectiva (risos).

Você já dividiu a narração com grandes nomes como Marcelo Prata e Naty Graciano. Como é fazer parte de uma elite dos narradores?

Ser narrador vai muito além da locução. Por isso, não é só passar o Wod, tempo e informações importantes. Você é um ponto de ligação entre o público e os atletas, você tem que fazer o público motivar os atletas e fazer com que os atletas saiam da arena com o a sensação de dever cumprido. É mágico, é energia, é poder participar de todos os wods junto com os atletas e isso é muito f… . Poder estar ao lado da Naty e Marcelo é uma alegria e satisfação enorme e mostra que meu trabalho está sendo feito da maneira correta, acho que estou no caminho.

O que é preciso ter para ser um bom apresentador?

Entender que vai muito além da locução! É energia, entrega e doação. Nós participamos de todos os wods durante 2 dias de evento. Tem que ter muita energia, disposição e acima de tudo TEM QUE AMAR O QUE FAZ! Eu amo ser o ponto de ligação entre a arena e a arquibancada. É de arrepiar!

Você sempre se mantem ativo no Instagram, qual a importância de mostrar para o seu público a positividade de ter uma vida saudável?

Eu tento mostrar que as posses podem ser o que elas quiserem, só depende delas. Tem que querer de verdade, tem que querer todos os dias. Eu tento mostrar que a nossa vontade e desejo tem que ser maior que nossas desculpas. Já está cheio de gente nota 7 por aí, temos que ser extraordinários, acima da média. Por isso, falta de tempo nunca pode ser uma desculpa. O que vence o medo é a ação! Tento quebrar tudo que for negativo das pessoas e mostrar que a positividade pode ser o melhor caminho. Gratidão é a chave da felicidade.

Qual o exercício que você mais gosta de fazer?Qual o menos gosta?

Gosto de fazer o Bar Muscle Up. Mas o que menos gosto é Burpee Box Jump Over. (Ok Athos, fique tranquilo. Nós da HORA DO BURPEE continuamos gostando de você)

Teremos Athos Ribeiro no Iron Wod Brasil 2? O que podemos esperar para o evento?

Simmmmm! Eu e Marcelo Prata vamos para mais um evento juntos e a galera pode ficar na expectativa porque essa dobradinha é show. Aliás, se o primeiro Iron Wod foi um sucesso, dessa vez queremos dobrar a meta. Por isso, queremos que seja extraordinário, tão bom quanto a primeira edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.