Front Squat: fortalecendo as pernas

O Front Squat é, sem sombra de dúvidas, um dos movimentos mais importantes do LPO. É a partir dele que se torna possível fazer movimentos, como o thruster, o wall ball e até mesmo o clean. Além disso, o front squat, é um grande aliado para ajudar no fortalecimento da musculatura das pernas. Porém, não são só as pernas as beneficiadas desse movimento.

Trabalhar a impulsão na subida do agachamento frontal auxilia na segunda parte de exercícios como thruster e o wall ball. Dessa maneira, o momento da explosão de subir a barra ou lançar a bola ganha mais eficácia. Esse fato pode fazer toda a diferença. Por outro lado, o front squat exige que o atleta fique com a barra encaixada nos ombros. Então, trabalhando a mobilidade dos punhos. Essa é a mesma mobilidade exigida na hora de executar o clean. Outro fator positivo no auxílio ao clean é o próprio agachamento, na hora de se encontrar o PR, o squat clean é sempre a melhor opção.

Dessa maneira, o agachamento frontal, diferente do agachamento clássico, trabalha mais o fortalecimento dos quadríceps e glúteos. Além de trabalhar mais os membros superiores como o core, pois a necessidade de segurar a barra na frente do corpo exige mais dele e dos ombros.

Front Squat é ótimo para evitar lesões na coluna

É muito comum ver pessoas se machucarem ao fazer o back squat com a barra nas costas. Porém, o mesmo é muito mais difícil de acontecer quando falamos de front squat. Para executar o movimento, as costas precisão estar totalmente eretas, caso contrário a barra cairá no chão. Por conta disso, a probabilidade de se fazer o exercício de maneira errada é muito menor, pois qualquer erro na execução, a barra vai ao chão.

Outro ponto importante é que pela barra ficar à frente do corpo, não há uma sobrecarga na coluna vertebral. Outro ponto importante para evitar as lesões. A descida frontal também auxilia para que o atleta não incline o corpo para frente, deixando o exercício muito mais seguro. Por isso, incluir o front squat no treinamento é extremamente eficaz para o desenvolvimento, porém respeitando as cargas. Embora trate-se de um movimento de agachamento, o front geralmente utiliza-se de menos carga do que o back squat. Afinal, a posição da barra traz menos sustentabilidade do que com ela posicionada nas costas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.