Remo: não transforme ele em vilão

O remo é sem dúvida um dos grandes obstáculos para quem quer chegar ao ponto mais alto do pódio. Contudo, ao contrário do que muitos pensam, ele pode ser o maior aliado na hora de melhorar o cardio e a preparação física do atleta. Dessa maneira, é cada vez mais comum vermos o uso desse equipamento nas competições. Seja por tempo, distância ou número de calorias perdidas, o remo entra como um dos grandes obstáculos aeróbicos nas competições.

Dessa maneira, o remo, embora fácil de utilizar, é um exercício extremamente completo. Além de aumentar e muito o gasto calórico, o exercício utiliza cerca de 85% dos músculos. Sendo assim, ele desenvolve força, flexibilidade, resistência e coordenação motora para quem pratica. O remo trabalha áreas do corpo como os braços, pernas, glúteos, costas e abdominais e o mais importante, o risco de lesão é muito pequeno. Por isso, o remo pode ser utilizado inclusive por atletas em recuperação ou em reabilitação de lesões. Alguns especialistas ainda afirmam que pode se perder até 1000 calorias por hora de remo. Outros aspectos positivos da prática do remo são a perda de peso, ganhos para o sistema cardiovascular, melhoria da postura, tonificação dos músculos e definição do corpo. Se for aliado a uma alimentação regrada, o remo pode ser o principal método utilizado para o emagrecimento.

Treine dentro do box

O remo, assim como a air bike, é uma etapa quase certa de ser usado nas competições. Eventos como o Iron Wod Brasil, Musas Challenger, Survive Challenger e até mesmo nos wods do Open, são bastante utilizados. Por isso, para quem quer estar à frente e preparado para competir, fazer o remo aliado aos wods ou após o treino para pegar um bom condicionamento e se acostumar com o exercício, pode fazer toda a diferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.