Greg Glassman anuncia novidades para o Crossfit Games 2019

Greg Glassman decidiu mudar as diretrizes do Crossfit Games para o ano que vem. Segundo o criador da modalidade, o Games não está conseguindo passar a visão ideal do Crossfit. Porque para Glassman “o milagre do BOX é a saúde”. Segundo o criador do esporte, a ideia do Games tem que ser a superação: “as pessoas querem conversar e, cada vez mais, falam sobre a sua batalha para vencer um vício e outras doenças crônicas. Todos têm ótimas histórias para contar e eu nunca me canso de ouvir isso. Essa é a verdadeira mesa de adultos do CrossFit.”

Contudo, a nova medida rendeu uma demissão em massa após a última edição dos jogos desse ano. Com isso, cerca de 40% dos funcionários da Crossfit Inc. foram dispensados. Entanto, essa mudança, segundo Glassman, poderá ser um ponto positivo para os afiliados. Uma vez que a empresa está querendo focar em seminários e certificações para ajudar na profissionalização do Crossfit pelo mundo. Os recursos gastos também para o desenvolvimento do Games, foi outro ponto que incomodou Greg Glassman: “é extremamente caro. Veja o evento no Brasil. Estamos no local onde as Olimpíadas foram realizadas. Me custou mais de 1 milhão de dólares e somente dois atletas se classificaram para o Games”. Por isso, estimasse que cerca de bem menos de 1% dos atletas afiliados aproveitem esse investimento feito para a competição.

Greg Glassman

Pensando nisso, o criador da modalidade criou novas vertentes para o Crossfit Games 2019. Com isso, as competições regionais irão acabar. Dessa maneira, a partir do ano que vem a forma de se qualificar para o Crossfit Games será através do Crossfit Open. O melhor colocado, homem, mulher e equipe de cada país entra. Além disso, também participarão os atletas vencedores dos 16 eventos autorizados pela Crossfit Inc. Porém, ainda não se tem todos os nomes desses eventos. Mas países como China, França, Austrália, Emirados Árabes, Holanda e Estados Unidos, já estão na lista da Crossfit Inc.

Como serão as categorias

As mudanças, aparentemente, não irão afetar as categorias teen e master, que continuarão a fazer o Open e depois o Qualificador online. Entretanto a de equipes as mudanças serão mais significativas. As equipes não precisarão ser de atletas exclusivos do mesmo box e da mesma cidade. Porém, todos precisam, obrigatoriamente, ter participado dos eventos autorizados pela Crossfit Inc.

Outra mudança de peso será no número de atletas do individual masculino e feminino. Com as novas diretrizes para competir, um número maior de competidores passa a fazer parte da competição, mais de 200 atletas. Para tornar viável, esses atletas passarão por uma fase eliminatória, antes do Games. Assim, reduzindo o número e permitindo que os mais qualificados façam a competição.

Ainda existem muitas dúvidas sobre as novas diretrizes do Crossfit Games para o ano que vem. Mas ao que parece, Greg Glassman está de fato decidido a mudar as diretrizes do esporte: “vamos completar a globalização do [CrossFit] Games e talvez até mesmo do CrossFit”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.