Casal Wod: “queremos ser agentes de transformação”

Um sonho, foi isso que bastou para que Carlos Fragoso largasse a estabilidade de seu emprego de carteira assinada e se aventurar no mundo da moda, criando a marca de roupas de CrossFit, a Casal Wod. Como não poderia ser diferente, Carlos contou com a sua “Casal de Vida” e junto com Charliene Marques trouxe a marca para o mundo. Hoje a Casal Wod vem ganhando espaço nos eventos de CrossFit e no coração dos amantes de marca de roupa feita para o Cross. Conversamos com Carlos para entender como vem sendo o sucesso da marca, o crescimento do setor e o que os amantes e fanáticos pelas armaduras da Casal Wod podem esperar daqui para frente. Acompanhe:

Como surgiu a ideia de criar o Casal Wod?

Eu já tinha vontade de investir em um negócio. Eu conheci o CrossFit e na hora de poder comprar os acessórios eu não encontrava em lugar nenhum. Então vi um nicho de mercado onde eu poderia estar investindo no esporte. Unir uma coisa que a gente ama e ainda ganhar uma “graninha”.

Por que o nome Casal Wod?

Foi um nome que eu criei com medo. Tanto que criei o Casal Wod/CF e iria trabalhar com as duas marcas paralelamente. Mas tive medo do nome ficar muito feminino ou remeter ao casal. Mas ao mesmo tempo que eu criei eu vi que falar Casal Wod soava muito bem para os ouvidos e não necessariamente seria um casal. Mas pode casar com qualquer coisa: o esporte a endorfina; a pessoa ao esporte, endorfina com dopamina. Essa era a ideia, soar bem. Fora que somos um casal, sou eu e minha esposa, apaixonados pelo esporte.

Qual a maior dificuldade de trabalhar com esse segmento?

Essa é uma palavra proibida para gente. Não usamos nem dificuldade e nem problema, mas sim desafio. E sempre temos desafios na verdade, por acertar na produção, produto, em atender bem os clientes. A gente nunca pensou primeiramente no dinheiro, pois a Casal Wod foi criado pelo amor que temos no esporte. Mas, claro que como todo negócio precisa se pagar. Mas a gente sempre quis levar nossa mensagem. Tanto é que nossa essência é “Você no próximo nível”, que é o cliente, o vendedor, todos nós, passarmos de fase.

Por que utilizar a internet para vender?

A internet é a nossa casa. Eu considero a Casal Wod uma empresa da internet. Trabalhei durante cinco anos no Mercado Livre em São Paulo, sou apaixonado por tecnologia, apesar de não ‘sacar’ muito (risos). Gosto muito de tecnologia, tanto é que tudo que faço na Casal Wod eu me inspiro no Mercado Livre, que é uma empresa que eu tenho muito carinho e apreço pela marca que é muito forte no mundo todo. Por isso, quis implementar qualidade de vida e um ambiente saudável e agradável para os meus funcionários, ser um lugar feliz. Por isso, estamos no Instagram, Facebook e no nosso site oficial.

O Casal Wod está sempre nos maiores eventos, existe algum propósito para marca estar ali, além da questão das vendas?

A ideia é se divertir. No começo a gente fazia desafio, depois a gente começou a ver que tava vendendo bem. Tivemos um crescimento expressivo no começo, até porque não tínhamos tantas marcas, era eu e algumas outras. Porém, cada uma em um nicho diferente. Então pudemos ‘nadar dando longas braçadas’, cada uma das marcas. Mas hoje a nossa principal ideia, embora não haja um modelo certo, é fazer algo bem institucional nos eventos, vendendo a nossa ideia e a nossa marca. Assim deixando a venda como o ultimo propósito dessa pirâmide que é: se divertir; vender a nossa ideia; fazer relacionamento com o público; e por último venda.

Embora essa visão de pirâmide, qual o principal foco atual da Casal Wod?

Hoje estamos focando no fortalecimento do branding da marca. Estamos presentes em 15 estados com nossos vendedores e temos mais de 80 revendas cadastradas na nossa base. Hoje são as revendas que ajudam muito a nossa marca e estamos trabalhando muito para deixar ela mais forte. A nossa marca é o nosso principal objetivo, deixar ela com uma imagem diferenciada, pois como eu falo para minha equipe, nós fazemos tudo diferente.

A marca acaba de começar uma nova expansão. Fale um pouco disso?

A gente está expandindo e com isso a responsabilidade vem aumentando. Mas o meu grande medo é que nesse crescimento a gente perca a nossa essência, afinal ela é a nossa cereja do bolo. Sempre falei para minha equipe: “A nossa empresa é f.. vocês são f… a gente vai ser grande. Mas não podemos perder a nossa essência”. Por isso, estamos avaliando as pessoas que estão chegando para trabalhar com a gente. Tentamos de todas as maneiras não errar com esses parceiros.  Hoje a Casal Wod é completamente independente. Não temos investimento de ninguém. Nossa marca começou com R$2000,00 e hoje tem um valor considerável de mercado. Estamos forte e melhorando dia após dia.

Quem escolhe os dizeres e como montar os acessórios vendidos no Casal Wod?

Eu sou uma pessoa que gosta muito de moda, embora ande mal vestido (risos). Eu sou antenado na moda e aprendi muito com a Casal Wod. Eu gosto disso e gosto de desenhar as minhas ‘armaduras’, como gosto de chamar as nossas camisas. Aliás não trabalhamos com meias, trabalhamos com as powers socks (meias do poder). Então eu sempre fiz desde o começo as artes. Mas hoje com a equipe que temos, nós separamos uma hora toda sexta-feira para discutir sobre as estampas e somos totalmente abertos. Isso está sendo um máximo, pois trabalhamos o lado criativo de cada um.

Muitas pessoas que começam a trabalhar com esse segmento dentro do CrossFit acaba desistindo. Na sua opinião por que isso acontece?

Eu sempre quis fazer algo onde eu não precisasse do dinheiro como minha base. Hoje a Casal Wod me paga bem, mantém minha equipe e a minha qualidade de vida. Mas nenhum momento ela foi para ganhar dinheiro. Ela começou por amor e depois começamos a lucrar. Muita gente desiste porque vêem o negocio como uma maneira de ganhar dinheiro. Então na primeira dificuldade, eles desistem, pois estão pelo dinheiro e não alinhadas a um propósito.

Se tivessem alinhadas ao propósito, elas sobreviveriam as dificuldades. Eu passei por muitos problemas na Casal Wod. Já fui para muito evento e não vendi nada, já fui entregar produto que para entregar eu gastei muito mais do que o que iria ganhar. Mas sai de lá feliz, porque a ideia era essa. Mas isso é para qualquer lugar que você trabalhe. Se você trabalhar com o seu propósito você não desiste nunca.

Você tem alguma dica para dar para quem pensa em investir em uma marca dentro do CrossFit?

Eu apoio e respeito todas as marcas. Se for para fazer por amor vai com tudo, mas se for só pelo dinheiro, melhor pensar duas vezes. Porque não é fácil. Vai ter o momento do desafio que vai te colocar a prova e ai você vai saber se  vai ter vontade suficiente de continuar ou desistir. Na realidade, aprendi que é esse desafio que me move e me faz correr atrás.

Já passei muita dificuldade e fiquei sem ganhar dinheiro várias vezes. Não é fácil, mas é o que eu quero fazer. Descobri que o que eu quero é ser empreendedor, estou estudando e correndo atrás disso. Por isso, eu indico, faz, mas faz com amor que tudo vai prosperar.

O que podemos esperar para o futuro da Casal Wod?

A gente quer ajudar as peoas, temos esse propósito. Não quero ser uma marca, quero ser algo mais. Estamos aos poucos indo para esse lado. Temos uma plataforma onde fazemos doações de percentual de vendas para instituições. Estamos fazendo os estudos de Cash Back, que poderá dar retorno as pessoas que compram com a gente e estamos lutando para ir ao próximo nível.

A gente vai ajudar um praticante de CrossFit com paralisia cerebral, eu quero estar ali ajudando ele. Não importa se ele vai estar ou não ajudando a divulgar a minha marca, eu quero ser um agente de transformação. Eu sempre esperei isso quando buscava descobrir o meu espaço, mas nunca achei. Mas agora eu posso. Eu quero que as pessoas se motivem com isso, para fazer o bem.

Acho que esse é o futuro para o Casal Wod. Vamos continuar vendendo nossos produtos. Mas queremos ser esses agentes de transformação. Queremos ajudar as pessoas e seremos um ponto fora da curva. Seremos diferentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *