CrossFit Inc. tira seu perfil do Facebook e Instagram

A última semana trouxe uma polêmica que está dando o que falar no mundo do CrossFit. O criador da modalidade, Greg Glassman, anunciou a retirada dos perfis oficiais da CrossFit Inc. do Facebook e Instagram. Porém, o fato assustou muito os amantes do esporte. Afinal, as redes sociais é a principal fonte de informação do mundo do cross. Entretanto, mesmo tendo atitudes mais drásticas em relação a política de sua empresa, como as mudanças do CrossFit Games e a demissão em massa que fez ano passado. Greg afirmou em entrevista ao site Morning Chalk up, que a decisão tomada, não tem relação com as mudanças recentes.

Na realidade, segundo ele, a saída das redes sociais é por conta das últimas polêmicas envolvendo o Facebook. Tudo isso por conta dos recentes escândalos que ambas as redes sociais se envolveram. Com isso, a questão da venda de dados de usuários e a extinção de páginas sem explicação, fez Greg tomar a decisão. “Não está de acordo com os padrões da minha comunidade quanto a privacidade e decência. Por isso estamos fora”, falou o empresário em relação ao Facebook. Contudo, a CrossFit Inc. ainda fez um anuncio oficial em seu site, onde salientou a afirmação de Greg ao usar um dos exemplos mais polêmicos do Facebook:

“Recentemente, o Facebook excluiu sem aviso ou explicação o grupo de usuários Banting7DayMealPlan. O grupo tem 1,65 milhão de usuários que publicam depoimentos e outras informações sobre a eficácia de uma dieta com pouco carboidratos e rica em gorduras. Embora o site tenha sido reintegrado posteriormente (também sem aviso ou explicação), a ação do Facebook deve dar motivos sérios a uma pessoa para fazer uma pausa, especialmente aqueles que estão envolvidos em atividades contrárias à opinião predominante.”

Com apenas o Twitter, CrossFit Inc. poderá ter dificuldades para se comunicar

Sendo assim, não teremos mais as duas redes sociais. Porém, o twitter ainda continuará a existir, mas fica a dúvida. Com apenas uma rede social, a CrossFit Inc. vai conseguir atingir o público? Afinal, o Facebook e o Instagram são de fato os principais meios de comunicação e divulgação nos dias de hoje. Aliás, era através do Facebook uma das opções para poder assistir o Games. Sem ele, os fãs terão que correr apenas para o site. Outro ponto que pode ficar enfraquecido é em relação a publicidade que essas redes geravam. O fato poderá surtir um efeito cascata em seus associados que acabam de perder uma das suas maiores fontes de divulgação do esporte.

Segundo Greg colocou na nota oficial da empresa “o Facebook está atuando a serviço dos interesses da indústria de alimentos e bebidas, excluindo os relatos de comunidades que identificaram ciência nutricional corrompida responsável por doenças crônicas globais não controladas“. Sendo assim, a permanência da CrossFit Inc. iria contra seus ideais. Greg ainda culpou a empresa de Mark Zuckerberg por diversas mortes. “Neste caso, a perspectiva aprovada resultou na morte de milhões de pessoas por doenças evitáveis. O Facebook é, portanto, cúmplice da crise global de doenças crônicas”. Agora resta saber como serão os futuros passos de Greg para manter a divulgação em massa que sempre foi feito nas redes sociais.