Polêmica no TCB For All

Polêmica e mais polêmicas. Aliás, se tem uma coisa que essa pandemia pode ser classificada para o mundo do CrossFit é exatamente isso “POLÊMICA”. Dessa vez, foi dentro do TCB For All, após polêmica sobre o uso de uma barra “feminina” por um atleta homem.

Porém, antes de mais nada, é importante ressaltar, as barras não possuem sexo, apenas peso. Com isso, já caindo por terra a primeira reclamação. Outro ponto, importante, está na contagem do peso. Exemplo simples: uma barra de 20kg mais duas anilhas de 5kg, darão 30kg de peso total. Uma barra de 15kg, com anilhas dos dois lados de 7,5kg também dará 30kg. Com isso, não há diferença de pesos no final das contas. Verdade seja dita, talvez a única diferença seja de fato a pegada mais fina da barra. Para mãos menores, pode facilitar até certo ponto, para fazer o movimento.

Porém, para se usar ela, o evento deve liberar. No caso do TCB For All, esse uso foi mais que liberado. “Nenhum problema de usar. Inclusive falado no Briefing da primeira prova e em todas as lives anteriores ao campeonato. Podem usar as barras que quiserem, pois muitos estão fazendo as provas em casa por conta da pandemia. E justamente por isso, não colocamos uma série de exercícios (argola, remos, bike, etc). Tudo pra facilitar aos inscritos”, explicou Thales Antoniolli, responsável pelo evento.

“Reclama quem não assiste live, quem não lê regulamento e quem não presta atenção às regras. E geralmente reclama quem não faria o resultado em qualquer circunstância similar”, explanou. O atleta em questão foi o primeiro lugar até o momento do evento, Thainã Beraldo. Sempre solicito ao site, o atleta preferiu deixar o assunto para trás e focar em treinar e se manter no topo do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *