TCB faz seletiva no Rio com novos recordes

Ph: Marcelo Kodato

Aconteceu no último final de semana (22 e 23/06) a terceira etapa do TCB. Dessa vez, o local escolhido foi o Rio de Janeiro, bem no coração de onde aconteceram as Olimpíadas 2016. Assim a Arena 1 do Parque Olímpico reuniu os melhores atletas. Porém, não só do estado fluminense, mas de diversos pontos do país. Dessa maneira, atletas de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, entre outras regiões, vieram tentar sua vaga. Por isso, o resultado não poderia ser diferente. Além de muita competição, novos recordes foram marcados nessa seletiva do TCB.

Entre os destaques da competição está o carioca, Victor Breedveld, que fez bonito em sua última participação na modalidade como Teen. O atleta, venceu todos os workouts do evento e assim conseguiu o bicampeonato consecutivo dentro do TCB. O coach da CrossFit Legendários e responsável pela evolução de Victor dentro do CrossFit, Guilherme Belém falou sobre a participação do aluno. “O Victor é o cara que mais reclama e sempre burla treino (risos). Mas ele é um talento nato, é um atleta que consegue fazer as coisas que a gente manda dentro da arena. Mas no treino ele foge. Mas acima de tudo ele tem um respeito as coisas que eu falo, sabe que eu já passei por isso. Então esse pódio é um pouco desse talento, mas também com respeito”.

Além de acompanhar seus alunos, Belém também participou do evento na categoria Elite e falou sobre: “me surpreendi muito com meu desempenho. Melhorei muito dos testes que eu fiz, ou seja estou no caminho certo. Bati de frente com a maioria dos elites, mesmo sendo master. Além disso, ver meus atletas no pódio mostra que estamos fazendo as coisas direito”.

Destaques no feminino

Ainda nos Teens, a atleta feminina que acabou ganhando os olhos do público foi a caçula da competição, Ana Livia Bianchini de apenas 13 anos. A atleta da CrossFit São João Del Rei deu um verdadeiro show na hora de fazer as sequencias do Pistol e deixou muito RX e Elite presente na arena de boca aberta. Contudo, não foi o suficiente para bater a campeã Ester Rocha da Brutos CrossFit que levou o primeiro lugar em três do cinco workouts.

Outro destaque foi no Master Feminino 40-44 com a atleta da Ares CrossFit, Sara Machado, que levou o primeiro lugar com facilidade ao repetir o feito de Victor e vencer todos os workouts do evento. Sara já competiu no ano passado e foi para a grande final do TCB.

Os cariocas fizeram bonito

Entre os boxes cariocas que ganharam destaque, está sem dúvida o Vittoria CrossFit, que conseguiu colocar quatro atletas no pódio. Porém, do jeito mais carioca e brincalhão, o TCB ganhou diversos personagens, uma delas foi Gilliane Dorotheu, a Goku. A atleta da Crossmania estava participando do seu primeiro TCB e mostrou-se empolgada com o evento: “está sendo impressionante. As provas estão bem desafiadoras e elaboradas. Para mim, aqui é um desafio pessoal que eu venci e com certeza ano que vem vou estar de volta e mais preparada para ir para as cabeças”, conta ela que terminou na 19º colocação.

Entre os workouts, Gill destacou o primeiro, “ORGULHO”, como mais difícil e o último, “VAI OU RACHA”, como o melhor para ela. Porém, Goku destacou que embora tenha sentido dificuldades no primeiro workout ele a surpreendeu: “acho que foi a ‘vibe’ da competição. Mas nunca havia conseguido emendar o ring muscle up e aqui eu consegui começar a emendar quatro repetições. Para mim a competição poderia acabar ali que eu já estava muito feliz (risos). Mas o evento foi maravilhoso, estar entre os grandes é surreal. O TCB virou um divisor de águas para mim. Com certeza vou participar ano que vem”.

Como não poderia ser diferente, a Goku contou os motivos pelo seu apelido: “eu sou fã de Dragon Ball Z. Sou nerd (risos). Um dia eu fui treinar no box e usei a minha camisa do Goku, então no wod do dia tinha o HSPU, depois do treino eu estava com o cabelo todo desarrumado. Então o pessoal começou a falar ‘olha o Goku’, depois disso o apelido pegou. Agora em todas as competições, pelo menos uma vez, eu tenho que entrar na arena com a camisa (risos)”. Além da qualidade esportiva, o TCB no Rio trouxe outro ponto, o social. Assim, o evento arrecadou 2t e 200kg  de alimentos para doação.

Categoria Masculina

Seguindo a máxima das demais seletivas, o grande campeão, não levou nenhum primeiro lugar nos workouts. Por tanto, mais uma vez, a consistência de resultados foi o divisor de águas. Assim Vinicius Ruiz conseguiu a passagem para a final, após uma 3ª colocação no ano passado no TCB. Dessa maneira o atleta da Inox CrossFit vai tentar melhorar ainda mais sua marca de 2018. Já para o 2º lugar, Bernardo Almeida da CrossFit Sparta fez sua segunda participação no TCB e fez bonito. Além de subir da 20ª colocação de 2018 para a 2ª colocação esse ano, Bernardo bateu o recorde e estipulou a nova marca do “VAI OU RACHA” ao finalizar o workout em 6 min e 7 seg.

Finalizando as vagas da terceira etapa do TCB, o atleta do Vittoria CrossFit, Filemon Fernandes sagrou-se com o 3º lugar. Filemon é um dos fortes atletas atualmente do estado fluminense. Assim, já participou de grandes eventos. Entre eles o Monstar em 2017, Wod Jam e TCB em 2018, além do Brazil CrossFit Championship. Filemon ainda deixou sua marca ao emplacar o novo recorde para o workout “MÃOS AO ALTO” com 9 min e 59 seg.

Categoria Feminina

Experiente no TCB, além de ter participado de grandes eventos como o BCC, a atleta da CFP9, Thais Nunes, pulou do 11º lugar do ano passado, para o ponto mais alto do pódio. Além disso, Thais conseguiu ficar em 1º lugar não só nessa etapa, mas na colocação geral do evento. Para finalizar sua participação, ela ainda colocou um novo recorde. Agora, quem quiser quebrar o tempo do workout “MÃOS AO ALTO”, terá que bater o tempo de 10 min e 27 seg.

Já para as duas últimas vagas teve dobradinha da Vittoria CrossFit. Thatianne Freitas (2º lugar) e Nathalia Mencari (3º lugar) carimbaram a passagem para a grande final. Thatianne está na sua quarta passagem pelo TCB e acaba de marcar um novo recorde para o workout “POPEYE” com 10 min e 51 seg. Além disso, esse ano, a atleta já competiu em equipe no BCC. Aliás, participou junto de Nathalia e Filemon na competição. A última a conseguir a vaga participou ano passado e foi a grande campeã das seletivas do TCB.

Confira os melhores resultados dos workouts do TCB

Masculino

Prova 1 – 05:52 – Márcio Costa – Seletiva de Fortaleza
Prova 2 –  110 Kg – Gustavo Aranha – Seletiva de Brasília
Prova 3 – 09:55 – Vinícius Stoelben – Seletiva de Brasília
Prova 4 – 9:59 – Filemon Fernandes – Seletiva de Rio de Janeiro
Prova 5 – 06:07 – Bernardo Almeida – Seletiva de Rio de Janeiro

Feminino

Prova 1 – 06:33 – Marina Ramos Jorge – Seletiva de Brasília
Prova 2 –  79 kg – Bruna Poncio – Seletiva de Rio de Janeiro
Prova 3 – 10:14 – Andressa Ferreira – Seletiva de Fortaleza
Prova 4 – 10:27 – Thais Nunes – Seletiva de Rio de Janeiro
Prova 5 – 05:26 – Luiza Dias – Seletiva de Brasília