Brazil CrossFit Championship chega ao fim sem brasileiros no pódio

Photo: Joy Silva

 

Acabaram as chances para os brasileiros tentarem ir ao CrossFit Games 2019. Pelos menos para quem pretendia tentar a vaga no Brasil. Afinal, aconteceu no último final de semana (17,18 e 19/05) o Brazil CrossFit Championship, torneio que credenciaria atletas para o Games desse ano. Porém, o evento é aberto ao mundo inteiro, sendo assim, não só os brasileiros, mas atletas do mundo inteiro participaram.

Com isso, infelizmente, diminui, e muito, as chances dos brasileiros conseguirem uma vaga. Fosse no individual (masculino e feminino) ou nos times. Entretanto, foi por pouco, mas quase que o país do criador do CrossFit leva todos os pódios do evento. Não fosse a presença do time canadense “Team Pro”. Porém, os americanos conseguiram as vagas do feminino e masculino individual, não dando chance para os brasileiros.

Contudo, as provas feitas para tirar o melhor dos atletas exigiu bastante. Sendo assim, conseguir a vaga foi bem complicado. Dessa maneira, com a narração da musa Naty Graciano, o BCC invadiu o Ginásio do Ibirapuera e colocou a cidade de São Paulo no foco do Brasil e do mundo.

Brasileiros no Times

Porém, mesmo sem pódio, os brasileiros ganharam destaque no evento. Os representantes do Time Indomáveis, Pablo Chalfun, Larissa Cunha, Vinicius Stolben e Antonelli Nicole, fizeram bonito e conquistaram a 4ª colocação geral dos times. Também foram os representantes do Brasil na prova final. Aliás, o time carioca CFP9 – RIO também participou da prova e conseguiu a 8ª colocação, com Rachel Valoura, Thais Nunes, Paulo Marinho e Victor Marques.

Além deles, outro time da Elite que era cotado para ser um dos mais fortes era o Time Nada Consta. Com Caro Hobo, Karime Santos, Eder Costa e Yuri Carvalho. Contudo, a prova da natação acabou sendo pesado para Yuri que precisou ser resgatado durante o percurso. Afinal, o workout foi realmente pesado, onde o atleta enfrentava uma piscina olímpica após fazer uma sequência de remo seco. Porém, esse fato, pode ter sido um dos principais para o time não ir bem e terminar na 11ª colocação.

Além deles, outro time brasileiro fez bonito e atingiu a 10ª colocação, o Team Vittoria Morereps, com Thatianne Lima, Nathalia Vieira, Carlos Szigethy e Filemon Souza. Entretanto, ainda estiveram as equipes do Time Bauru (13º lugar), com Thiago Dal Médico, Kaique Cerveny, Anatiara Santos e Bartira Rodrigues, além do time Finish Strong (14º lugar), com Luiz Paranhos, Felipe Roza, Bruna Allemany e Daniela Coelho fecharam os participantes.

Brasileiros no Individual

Enquanto no individual feminino, Tata Rebane conseguiu o 11º lugar, sendo a brasileira mais bem colocada. Entretanto também estiveram presentes Susana Etto (12º lugar), Andreia Pinheiro (13º lugar), Dallila Benfica (14º lugar), Alana Vilaça (17º lugar), Marcella Alonso (18º lugar), Daniella Nogueira (20º lugar), Carolina Long (22º lugar), Amanda Bacetti (23º lugar), Vanessa Campanha (24º lugar), Giulia Ciabotti (26º lugar), Andressa Silva (29º lugar) e Pamela Peterlini (31º lugar). Enquanto no individual masculino, o brasileiro mais bem colocado foi o atleta Lucas Da Rosa, que conseguiu a 15ª colocação geral. Porém, além de Lucas também estiveram os brasileiros Pedro Martins (16º lugar), Mateus Ferro (22ºlugar), Bruno Miranda (25º lugar), Lucas Almeida (28º lugar) e Fabio Dechichi (29º lugar).

Resultado Final

Individual feminino

1 – Makenzie Riley (EUA)

2 – Paige Semenza (EUA)

3 – Carol Prevost (CAN)

Individual masculino

1 – Will Morrad (EUA)

2 – Saxon Panchik (EUA)

3 – Spencer Panchik (EUA)

Times

1 – Team Pro 1 (CAN) Lorrane Allard Manon Lesur David Fontaine Joe Scali

2 – Team CRSC (EUA) Kelly Clark Natalie Talbert Wes Piatt Connor Schmitz

3 – INVICTUS X (EUA) Holden Rethwill Sam Dancer Hayley Montroy Maddy Myers

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *